segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Um croquete e uma imperial

Desde que abriu em 1936, já sofreu algumas remodelações, principalmente a de 1964 onde a tasca deu lugar ao restaurante e cervejaria de eleição.

Eu só comecei a frequentar esta casa nos anos 80, principalmente para comer um prego do lombo ou um dos míticos croquetes. Mas há algo de que ninguém pode acusar este restaurante, o de fugir à qualidade!

Não me lembro de comer mal, ou ser mal servido no Gambrinus. E, contrariamente ao que ouço de acusações, não há pedido (fora de lista) que não seja atendido.

Se há produto, e o chefe sabe confeccionar, então é certo que o pode comer.

Hoje vou lá à hora do lanche comer um prato de croquetes e empurrar com uma imperial. Fujo assim ao meu chá de cidreira e torradas secas. Mais um dia a fugir à dieta, mas o prazer ninguém me rouba.

Na semana passada comi lá um Empadão do mar com salada verde, e finalizei a refeição com uns crepes suzette. Tudo bom, e ainda tive direito a um show na preparação dos crepes.

Marisqueira de valor, garrafeira riquíssima e a cozinha tradicional portuguesa ao mais alto nível, que se alia ao serviço afável e eficaz. Nota máxima para este restaurante.

… e provavelmente com os melhores croquetes de Lisboa.

Restaurante Gambrinus
www.gambrinuslisboa.com
Aberto desde 12:00 até às 01:30.
Rua das Portas de Santo Antão 23
1150-264 LISBOA
Tel. +351 21 342 14 66
info@gambrinuslisboa.com

2 comentários:

Cioara Andrei disse...

Foarte interesat subiectul postat de tine, m-am uitat pe blogul tau si imi place ce am vazu am sa mai revin cu siguranta.
O zi buna!

EuSouGourmet disse...

Multumesc pentru comentarii, apare întotdeauna!
O zi buna!

noroc şi de bună gastronomic